quarta-feira, 7 de março de 2018

Repercussão da nota do atual ministro da educação, por Observatório da Imprensa.

Conteúdo publicado originalmente pelo “Monitor do debate político do meio digital”, projeto do Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas para o Acesso a Informação da USP.
Uma nota do atual ministro da educação Mendonça Filho anunciando que irá acionar o MPF contra a disciplina “Tópicos Especiais em Ciência Política: O golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil” que será ministrada pelo professor Luís Felipe Miguel na UnB gerou polêmica nas redes sociais. O Monitor do Debate Político no Meio Digital identificou 50 matérias sobre o tema que somaram 105 mil compartilhamentos.
Os meios alternativos de direita, que rechaçaram a disciplina — ela é descrita por alguns destes como “propaganda pró-PT” — e defenderam a atitude do ministro, foram responsáveis pela produção de 13 dessas matérias que somaram 20 mil compartilhamentos. Os meios alternativos de esquerda criticaram o MEC defendendo a liberdade de cátedra em 27 matérias. Apesar do número bastante superior de matérias, o alcance dos meios de esquerda se equipara aos de direita: 19 mil compartilhamentos ao todo.
As matérias mais compartilhadas sobre o tema foram as seguintes:
2) UnB dará aulas sobre ‘golpe de 2016’
Poder 360 – 17 mil compartilhamentos
3) Universidade federal tem curso sobre “o golpe” contra Dilma
Gazeta do Povo – 10 mil compartilhamentos

Nenhum comentário:

Postar um comentário